Tertúlias de Fado – encontro de fadistas e letristas

Amanhã, sábado, dia 31 de Julho, o Bar Anos 60 receberá a segunda tertúlia do concurso Há Fado na Mouraria – Prémio Maria Severa.

Para nos falarem da poesia no fado estarão presentes José Manuel Osório, o consultor deste Concurso, e Daniel Gouveia, fadista, estudioso do Fado, e um dos prestigiados letristas que têm estado a contribuir para o Banco de Letras Inéditas que disponibilizamos a todos os candidatos ao Concurso.

Uma vez que a participação neste Concurso obriga à apresentação de, pelo menos, um fado com letra inédita, julgou a Organização dever criar um arquivo de poemas ainda não cantados/gravados, facilitando o acesso dos concorrentes a bons e novos poemas. Entre os letristas que têm contribuído para o aumento deste acervo, contam-se talentosos e generosos poetas desconhecidos mas também letristas prestigiados como Tiago Torres da Silva, José Luís Gordo ou Daniel Gouveia.

Além de vários fadistas convidados, teremos connosco alguns dos letristas participantes no Banco de Letras e concorrentes à primeira edição do concurso, que ali puderão trocar impressões sobre os poemas e a escrita para fado, bem como experimentar textos velhos e novos em fados tradicionais ou musicados, devidamente acompanhados por Bruno Sangareau na guitarra portuguesa e por Nuno Estevens na viola.

O Bar Anos 60 fica no Largo do Terreirinho, 21 (Mouraria). O encontro está marcado para as 22h30.

Caso pretendam jantar, deverão fazer reserva para: anossessenta@netcabo.pt ou 96 264 97 26.

As próximas tertúlias serão no mesmo local e à mesma hora, nos dias 7 de Agosto e 11 de Setembro.

Consulte aqui o Regulamento e ficha de inscrição.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Tertúlias de fado (letristas e fadistas). ligação permanente.

2 respostas a Tertúlias de Fado – encontro de fadistas e letristas

  1. Paula Bernardo Boavista diz:

    Boa tarde, quero agradecer desde ja esta ideia maravilhosa de reavaliar um local de lisboa, que entristece os olhos de quem por ali passa. Da rua do capelão, da host´ria da Maria Severa, da taberna onde se cantava o fado ao largo do nosso fadista “Mauricio”. apenas restou uma árvore abandonada pelo tempo, pelo mau trato que os olhos baços lhe vão dando. Neste local habitam pessoas com os olhos molhados pela saudade, com ansia de abrir as janelas com medo da solidão.
    aparecça esta iniciativa, reanimem a Mouraria. Criem-se letras, poemas, versos, debatam-se por fado e fadistas, tirem os olhos de tristeza daquela “velhinha”, onde um dia eu ao vaguear pelar ruas mouraria, tentando colher as informaçoes necessárias sobre a Rua do Capelão e do nosso fado, me chorou à janela, chorou mas de um choro mudo. Porque como dizia o poeta “mataram a mouraria!. Vamos fazê-la existir,
    Quero saber quando há tertúlias de fado, cantemos o fado.
    beijos até um dia na Mouraria

    • Boa noite
      A próxima e última tertúlia será no dia 11 de Setembro, a partir das 22h30, no bar Anos Sessenta, no Largo do Terreirinho (Mouraria). Obrigada pelo incentivo, pela paixão pelo fado e pela Mouraria.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s